Depoimentos

Confira agora alguns depoimentos de coachings em resiliência que realizei recentemente (2016 e 2017):

 

Coachee F.T.:

“Cristina é uma profissional extremamente competente e em todas as sessões sempre passa muito entusiasmo e amor pelo que faz. Trata sempre seus clientes com respeito e carinho e domina muito todos os assuntos, técnicas e ferramentas comportamentais relacionados à sua área de atuação. O trabalho de Coaching orientado para resiliência não pode estar mais bem representado, uma vez que a Cristina felizmente contraria o ditado popular “em casa de ferreiro, espeto de pau”. Ou seja, a forma como ela conduz as sessões está totalmente alinhada com sua forma de pensar e de ver a vida. 

Cristina tem um talento visível para a profissão que escolheu, uma vez que consegue perceber e interpretar exatamente aquilo que estamos tentando dizer e sempre contribui com insights poderosos que destravam nosso raciocínio e nos levam a uma nova percepção sobre todos os aspectos da nossa vida.”  

 

Coachee L.J.:

“Meu maior ganho foi o resgate de uma boa relação com a minha família, através do desenvolvimento do autocontrole. O coaching me fez bem, me fez enxergar coisas em mim mesmo que por vezes me recusei a perceber. Hoje consigo estar em paz comigo e com o meio em que vivo, apesar dos problemas e dificuldades.”

 

Coachee C.C.:

“Eu recomendo esse processo sim, pois nos conhecemos melhor, conseguimos definir nossos objetivos e até mesmo resolver problemas que estamos vivenciando e saímos mais fortalecidos e conscientes que temos que manter o equilíbrio em situações difíceis da vida.” 

 

Coachee R.O.:

“Faço terapia há algum tempo. Minha resiliência, ou não, diante dos fatos, já foi tema de alguns divãs. Havia uma recomendação do meu psicanalista sobre estudar o tema. Alguns livros recomendados estavam na fila. Quando conheci a proposta do coach, acreditei que seria mais efetivo e com resultado mais imediato. Surpreendi-me com o auto teste e o material de apoio que utilizamos nas sessões (Associação). Conhecer toda a ciência do teste, e as inúmeras possibilidades de aprendizado, me trouxe esperança de que há uma maneira de acelerar a prática dessa atitude na minha vida. Conhecer os extremos, passividade e intolerância bem como os pilares de avaliação me fizeram um ser humano mais consciente.”  

 

Coachee M.G.:

“Consegui perceber que eu tenho que ter paciência e que isso não é difícil. Afinal, conforme trabalhamos, os problemas têm um possível controle. É possível encontrar a solução se você não estiver em pânico. Gostei da objetividade do processo. Apesar de ser objetivo, te leva a parar e a pensar no que você vai fazer (tarefas) e te ajuda a mudar. Eu recomendaria até porque é diferente de terapia (que envolve muito tempo): lida com os pontos principais e é a possibilidade de mudança pela observação de si mesmo.” 

 

Coachee T.C.:

“Um misto de curiosidade e desejo de me desenvolver me levaram ao coaching. Inicialmente, este desenvolvimento estava mais associado à área profissional, mas percebi que o processo foi além, na verdade, trabalhou o desenvolvimento humano (ainda que este esteja intimamente ligado ao lado profissional). Autoconhecimento foi definitivamente a maior conquista. Me tornei consciente de características que não sabia que tinha e consegui delimitar/organizar melhor questões internas. Apesar de ainda haver um caminho a ser percorrido, continuo a partir daqui com uma capacidade (que não tinha antes) de ver minhas fraquezas e forças conscientemente. Gostei do processo ser rápido e pontual.”

 

Coachee E.G.:

“Estava buscando alguma coisa para que eu pudesse continuar a caminhar. E foi algo totalmente diferente do que eu imaginava. As respostas estavam dentro de mim: encontrei alternativas que me ajudaram a lidar com os momentos, sem bater de frente, esquivando, pensando e achando soluções, ludibriando (como o jab e o direto no boxe). Nem sempre o “direto” vai te fazer vencedora. Fortaleceu também minha parte espiritual e encontro soluções no meu caminho, na minha jornada. Sei que falta muito, mas estou começando. Valeu a pena. Como indicação de trabalho psicológico é muito válido. Estava perdida e veio na hora certa.”  

 

Coachee A.C.:

“A necessidade de ser e estar melhor comigo mesma e com as pessoas. Necessidade de transformação para os desafios da vida. Foi transformador. Crescimento, autoconhecimento. Um processo organizado, maleável e começo, meio e fim. O ser e estar melhor é possível e infinito. Autoconhecimento, leveza, ver-se amável e amada. Reconhecer a identidade do adulto em amar e trabalhar. Fluidez na capacidade de conquistar e manter pessoas, o amor. É libertador à medida que nos transforma e nos faz crescer, aprender a manejar nossas emoções. Ser livre, alegre, divertida, capaz de amar e ser amada, exercer a minha feminilidade e as minhas forças para controlar e manejar minhas emoções, estabelecer vínculos, agregar. Viver com mais qualidade.” 

 

Coachee S.A.:

“Desenvolvimento emocional e de habilidades para o melhor viver, ser e estar no mundo. Dinâmico e processual. Cadência compatível com as minhas necessidades. Habilidades atitudinais. Ressignificado da alegria e paz interior. Equilíbrio. Paz e tranquilidade nas situações da vida.”